ASSÉDIO / QUANDO MULHERES GRITAM POR JUSTIÇA - InterC@chos

24 outubro 2019

ASSÉDIO / QUANDO MULHERES GRITAM POR JUSTIÇA

Olá meus amores eu demorei muito tempo pra assistir essa série, e depois do Conto da Aia, comecei a ficar sensível a filmes ou séries que contam sobre abusos e em contra partida mostra mulheres fortes que conseguem se superar em meio a dor e sofrimento.

E hoje eu vou falar sobre uma série da Globo Play, Assédio pra mim foi uma mistura de nojo, dor, medo, frustração, injustiça, desafios, luta, foi uma mistura de sentimentos.

Eu comecei a perceber como nós mulheres ficamos exposta e emocionante sensível quando se trata do nosso corpo, onde imaginamos que tudo está seguro, que tudo está bem, que ali é seguro, como uma mudança brusca pode nos deixar sem reação.

A série conta como um médico estuprou e abusou de mais de 60 mulheres, e olha baseada em história real.
Clique aqui nesse link sobre a história do Ex Médico Roger Abdelmassih
 (A série foi inspirada e contada com fatos verídicos)
Eu  chorei em muitas cenas, eu quase podia sentir a dor daquelas mulheres, que violência elas sofreram, como a vida delas se tornou mais dura, pra algumas teve o peso de ser vista como infiel, como causadora da própria violência, outras sofreram caladas e amargura consumia elas de uma forma absurdamente fatal, teve aquelas que viram nos parceiros, um apoio, que privilegio delas.

Eu diria que mulheres sofrendo caladas é como se abrisse um buraco no coração e na alma, isso já foi mostrado muitas é muitas vezes.

Então não sofra sozinha, não sofra calada.

Mas voltando a série o que mais inspirou foi a Daiane, não pelo nome, mais pela força de falar na hora, na lata, aquela verdade nua e crua.
Teve uma mulher que rascou meu coração em dois, Stela, nossa como eu queria conhecer e abraçar ela, chorar junto, segurar a mão dela, passar pra ela toda força que pudesse e pegar a luta dela e fazer minha também.
SINOPSE E DETALHES
Em uma obra ficcional, uma rede de mulheres que se forma para denunciar uma série de abusos sexuais cometidos por um médico bem-sucedido e respeitado: Roger Sadala. A saga começa quando uma dessas mulheres rompe o silêncio e torna público o que até então era restrito ao consultório. A obra é livremente inspirada no livro "A Clínica: A Farsa e os Crimes de Roger Abdelmassih", de Vicente Vilardaga.

Ano de estreia: 2018
Onde assisti: Globoplay
Bom gente eu indico essa série pra você ver heroínas da vida real, uma jornalista que lutou por justiça, escreveu verdades, que deixou, que mulheres que sofriam caladas, serem ouvidas, ela permitiu que elas mostrasse que a violência foi real, ela aconteceu.

Me contem se já assistiu essa série, se tem vontade de assistir também.

Beijos e até breve

comentário(s) pelo facebook:

18 comentários:

  1. eu vi a propaganda dessa serie e parece mesmo bem forte, mas daquele tipo de assunto que precisa ser tratado, já quero ver!

    ResponderExcluir
  2. Muito interessante abordarem esse tema,se fosse na netflix eu assistiria com certeza, eu não tenho assinatura da globoplay

    ResponderExcluir
  3. Eu não vi essa série, confesso que não conseguiria. Porque nós mulheres somos unidas e vendo esses tipos de sofrimento fico mal de ver tanta maldade e quanto realmente as mulheres sofrem. O pior que muitas calam por conta da sociedade, parceiros e famílias de não acreditar nelas. Isso é um erro,nunca se deve calar nesse assunto mesmo sendo muito difícil pra quem sofreu esses abusos, mas se calar isso não vai parar.

    ResponderExcluir
  4. Amei o post! Principalmente a parte em você diz que quase conseguiu sentir a dor das personagens. Nós mulheres devemos ficar unidas e prontas pra ajudar umas as outras! Sem julgamentos! Devemos esquecer qualquer rivalidade que a sociedade nos impõe.
    Quanto a série eu assisti apenas o início que foi para tv aberta. Achei tudo impecável! A atuação a construção da história... realmente é uma história difícil de acompanhar... é mais assustadora do que filme de terror e pior... real

    ResponderExcluir
  5. Eu gostei bastante o tema deste post. É necessário que nós mulheres falemos a respeito.

    ResponderExcluir
  6. Acho interessante esse tipo de abordagem principalmente se ensinam como uma mulher que sofre esse tipo de abuso pode e deve reagir lutando contra o sistema onde a vítima além de todo o sofrimento lhe imputam a culpa. Não conhece a série, isso é, não conhecia, vou dar uma espiadinha nela ... Valeu pela dica! Bjs (•‿•)

    ResponderExcluir
  7. Tentei assistir a série mas ela é bem forte e eu fico muito mal com essas coisas e acabei não assistindo mais, apesar de querer muito. Ótima dica!

    Beijos,
    Marcela Miranda

    ResponderExcluir
  8. Eu não assisti a série, mas lembro do caso que por si só é bem chocante. Ótima dica.

    ResponderExcluir
  9. Ainda não vi a série, e nem sei se tenho estômago para vê-la... Mas conheço o caso em que ela foi baseada e realmente é chocante. Sinto muito por essas e outras tantas mulheres que passaram e passam cotidianamente por tamanha violência...
    Ótimo post!

    ResponderExcluir
  10. Essa série parece ser bem interessante,e eu me lembro de quando começaram a surgir as denuncias sobre esse caso. Tem alguma outra maneira de assistir ela sem ser pela Globo play?

    ResponderExcluir
  11. Eu também chorei MUITO. Não consigo mensurar o tamanho da dor dessas mulheres com tudo isso.
    A série é bem forte mas passa realmente a realidade,infelizmente. :(
    Estamos juntas e temos que apoiar umas as outras.

    ResponderExcluir
  12. Eu não consegui assistir essa série! Fiquei indignada assistindo o primeiro episódio e não consegui assistir os demais episódios. Não consigo nem imaginar o qnto foi traumático para essas mulheres passarem o que passaram.

    ResponderExcluir
  13. Eu vi uma chamada dessa série, mas por ser algo tão doloroso e também por saber que acontece todos os dias com alguém que eu conheço e com quem eu não conheço também, não consegui assistir. A ideia em si de mostrar pra todos essa situação que todo mundo sabe que acontece, mas a maioria coloca a culpa na vítima, é ótimo. Serve pra tirarem as vendas dos olhos. Beijos

    ResponderExcluir
  14. Eu não assisti, apenas vi apenas alguns trechos que passavam na tv.

    Parece um sério muito interesse e forte.

    Bjs

    www.guriaantenada.com

    ResponderExcluir
  15. Eu fico arrepiada com cada episodio, com historias, relatos que acontecem diariamente. Por isso nao devemos nos calar e sim gritar, falar

    ResponderExcluir
  16. Ainda não tinha ouvido falar dessa série, mesmo sendo assinante da Globo Play! Já vou salvar aqui pra assistir depois, afinal o tema é muito importante.

    ResponderExcluir
  17. Olá
    é uma série bem pesada, tudo relacionado a violência é pesado e sensível. Eu ultimamente ando evitando essas histórias pesadas, ando tão sensível que fico mal.

    beijos

    ResponderExcluir

SUBIR